SERMÕES



MINISTRAÇÕES MAIS VISTAS

 

Ministrações para edificação do corpo de cristo, você pode assistir, compartilhar com um amigo, usar para edificação pessoal, inteirar-se sobre a palavra para célula, é com carinho que disponibilizamos para você.





ESCOLHA UM DE NOSSOS MINISTRANTES


Polliana Ribeiro Gonçalves Chavier

1 Sermon

Pra. Leediere Bertilho M. Ribeiro

8 Sermons

Leediere Bertilho Martins Ribeiro


ULTIMAS MINISTRAÇÕES.

 

Ministrações para edificação do corpo de cristo, você pode assistir, compartilhar com um amigo, usar para edificação pessoal, inteirar-se sobre a palavra para célula, é com carinho que disponibilizamos para você.





  • Tudo
  • Apologética
  • Estudos Gerais
  • HOMILÉTICA
  • Igreja Vidas para Cristo
  • Perguntas e Respostas
  • Pr. Marcos V. Ribeiro
  • Pra. Leediere Bertilho Ribeiro
  • Teologia
  • TLC (Treinamento Lideres de Células)

As Testemunhas de Jeová – Uma Seita perigosa!

As Testemunhas de Jeová TESTEMUNHAS DE JEOVÁ Resumo histórico. O herético movimento das “testemunhas de Jeová” começou em 1872 com um homem de vida repreensível, Charles Taze Russel, nascido em Allenghemy, Pensilvânia, USA, em 16 de fevereiro de 1852. Russel, no início de sua vida, foi Presbiteriano; migrou para a Igreja Congregacional; dela passou para o adventismo de cuja teologia judaizante retirou os “fundamentos” de sua nova seita. Aliciando um grupo de simpatizantes (adventistas e outros), criou uma equipe de “estudos das Escrituras” ( 1879), aplicando aos textos sagrados suas “interpretações” particulares,  sem qualquer habilitação teológica para tal empreendimento. Sua cultura geral também era limitada. Em 1884, ele oficializou e legalizou o grupo com o nome de “Watch Tower Bible and Tract Society” ( Sociedade Torre de Vigia de Bíblias e Tratados). Fixou-se no Brooklyn, New York, em 1909, onde se encontra até hoje e de onde “comanda” as Testemunhas de Jeová -TTJ ( assim serão intensificados nas referências seguintes) em todo mundo. Russel  transformou seus “estudos bíblicos” em livros: sete volumes, o último dos quais,  publicado depois de sua morte. Até hoje, em princípio, as “doutrinas” das TTJ baseiam-se na obra de seu criador. Charles Taze Russel faleceu em 1916, sucedendo-o o habilíssimo advogado Joseph Franklin Rutherford, a quem se atribui a publicação do livro que sintetiza as heresias russelitas: “Seja Deus Verdadeiro”, além de muitas outras obras. Rutherford, em 1931, em meio a uma crise interna, convenceu a  uma assembléia de seus liderados a trocar o nome de “Sociedade Torre de Vigia de Bíblias e Tratados” para “Testemunhas de Jeová”, nome pelo qual são popularmente conhecidos. Falecido de câncer em 1942, o comando passou a Nathan H. Knorr, menos brilhante, mas mais político. Além das obras denominacionais e das revistas, os TTJ “traduziram” as Escrituras, adaptando os textos…

Leia mais

TREINAMENTO DE LÍDERES DE CÉLULAS LIÇÃO 9 TLC – Lições do ministério de pregação de Jesus: Capacitação Homilética

Lições do ministério de pregação de Jesus: Capacitação Homilética. Significado de Homilética O que é Homilética: Homilética é considerada a arte de pregar, ou seja, utilizar os princípios da retórica com a finalidade específica de falar sobre o conteúdo da bíblia sagrada cristã. Etimologicamente, Homilética se originou a partir do grego Homiletikos, que por sua vez derivou de homilos, que significa “multidão” ou “assembleia do povo”. Este termo acabou por originar a palavra homilia, que quer dizer “discurso com a finalidade de agradar”. No século XVII, o cristianismo se aproveitou das características básicas da retórica criada pelos gregos e levou para a igreja, dando o nome de homilética. Os estudos da homilética são acompanhados pelos teológos, que aprendem a preparar e apresentar os sermões e pregações bíblicas de maneira mais eficaz e interessante para cativar o público. Quando aplicada corretamente, a homilética ajudar a trazer orientação ao orador, que proporciona uma melhor compreensão do texto ao ouvinte. Neste aspecto, a homilética está intrinsecamente relacionada com o conceito da hermenêutica, que consiste na técnica de explicar e interpretar um texto ou discurso. O que é Hermenêutica: Hermenêutica é uma palavra com origem grega e significa a arte ou técnica de interpretar e explicar um texto ou discurso. O seu sentido original estava relacionado com a Bíblia, sendo que neste caso consistia na compreensão das Escrituras, para compreender o sentido das palavras de Deus. Hermenêutica também está presente na filosofia e na área jurídica, cada uma com seu significado. Segundo a filosofia, a hermenêutica aborda duas vertentes: a epistemológica, com a interpretação de textos e a ontológica, que remete para a interpretação de uma realidade. Etimologicamente, a palavra está relacionada com o deus grego Hermes, que era um dos deuses da oratória. Hermenêutica Bíblica Hermenêutica na Bíblia é a arte que estuda as escrituras, o que cada palavra, frase…

Leia mais

TREINAMENTO DE LÍDERES DE CÉLULAS LIÇÃO 8 TLC

O CAMINHO DA MULTIPLICAÇÃO CELULAR SEGUNDO JESUS E, chegando-se Jesus, falou-lhes, dizendo: É-me dado todo o poder no céu e na terra. Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; Ensinando-os a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos. Amém.  Mateus 28:18-20 A passagem acima e o resumo mais conciso da vida de Cristo aqui na Terra. Nossa obrigação é estudar a vida de Cristo e perpetuar a Sua missão de vida. Está bem claro na Bíblia que a vida de Cristo demonstrou que Seu propósito era criar um movimento de multiplicação que pudesse resultar no cumprimento da Grande Comissão. Jesus disse: “Assim como tu me enviaste ao mundo, também eu os enviei ao mundo” (João 17.18; 20.21). O desejo de Jesus é que nós continuemos a fazer exatamente o que Ele fez. O livro de Atos registra como o movimento de multiplicação que Jesus começou alcançou todo o mundo conhecido. O cumprimento de Mateus 28 é simples: fazer o que Jesus fez. Jesus deu só um mandamento em Mateus 28: “fazer discípulos”. Como? Indo, batizando e ensinando a obedecer. “Ir” reflete a prioridade que Jesus demonstrou quando entrou em nosso mundo para converter-se em um “amigo de pecadores” (Mateus 11.19). “Batizar” reflete Sua prioridade de consolidar aqueles novos crentes na obra de Cristo e então no corpo de Cristo. “Ensinar a obedecer” reflete Sua prioridade de treinar os trabalhadores que queriam uma relação mais profunda com Cristo. Existem três prioridades equilibradas no mandamento da Grande Comissão: buscar os perdidos, edificar os crentes e treinar os trabalhadores. O resultado da aplicação destas prioridades numa vida é um movimento de multiplicação que continua…

Leia mais

TREINAMENTO DE LÍDERES DE CÉLULAS LIÇÃO 7 TLC

Lição 7 PERFIL E MODELOS DE UMA REUNIÃO DE CÉLULA A célula pode ter quantas reuniões os seus membros puderem participar e concordem em ter. A ideia geral é a de que a célula reúne-se apenas uma vez por semana, no dia da reunião maior e oficial daquele grupo. Mas isto não reflete muito o perfil de uma célula saudável e florescente. Uma célula saudável tem “muitas” reuniões. Cada vez que os membros se encontram, cada vez que fazem alguma atividade juntos, ali temos uma reunião. Não é preciso que se crie uma agenda rígida e cansativa. O importante é que a célula não fique presa apenas à reunião oficial. Outros ajuntamentos são extremamente importantes para manter a unidade e a motivação em alta. EXEMPLOS DE OUTRAS REUNIÕES DA CÉLULA Reunião de oração semanal, na casa do anfitrião ou na casa de outro irmão. Ali eles oram uns pelos outros, pela liderança, pelos familiares, pelos amigos não crentes, pelos alvos pessoais e coletivos, pela multiplicação, etc.; Encontro para um café da manhã ou para um café da tarde na casa de qualquer dos membros ou até mesmo num local neutro, como um restaurante, shopping ou lanchonete; Encontro das mulheres da célula para irem ao supermercado, ao cabeleireiro, a um aniversário, ou fazerem qualquer atividade juntas; Encontro das mulheres para fazer uma visita a alguém, seja alguém da célula seja uma parente ou amiga de alguém que precisa de atenção e cuidado; Encontros para visitar alguém no hospital, uma mulher que acabou de ter bebê, alguém se recuperando de cirurgia, etc.; Encontro dos homens para uma atividade esportiva, um churrasquinho ou qualquer outra atividade que seja do interesse de todos; Todos sentando juntos na igreja, durante o culto de celebração, como uma maneira de se manterem continuarem aquela comunhão gostosa que…

Leia mais

TREINAMENTO DE LÍDERES DE CÉLULAS LIÇÃO 6 TLC

Lição 6 ATITUDES FUNCIONAIS PARA LÍDERES VENCEDORES (Esta seção, até a página 65, é baseada e adaptada de material do Joel Comiskey, largamente divulgado). BONS LÍDERES TÊM BOAS ESTRATÉGIAS Muitos se sentem mais motivados a orar em vigílias. Programe vigílias eventuais para a sua célula. Façam caminhadas de oração ao redor do quarteirão. Convide a célula toda para as vigílias e vigilhões que acontecem na igreja. Use o batismo de cada novo membro como pretexto para uma festa de testemunho para a família dele. Convide todos os parentes e amigos. Procure criar um ambiente descontraído e alegre na sua célula. Grupos onde há descontração e alegria multiplicam mais facilmente do que grupos formais. Faça um cartão-convite personalizado de sua célula. Dê uma quantidade para cada membro e peça-lhes que os distribuam entre seus próprios amigos. Dê um nome para sua célula. Que seja um nome significativo, agradável, e do qual os membros vão se lembrar facilmente. Devem saber o significado e primar para que ele tenha tudo a ver com o crescimento e desempenho do grupo todo. Programe para que toda a sua célula vá com uma mesma camiseta na celebração do domingo. Isto cria uma identidade na própria célula e um senso de grupo unido. Os próprios membros podem discutir a arte, os dizeres, a cor, etc. ORAÇÃO E LIDERANÇA EFICAZES Orar diariamente pelos membros da sua célula transforma o seu relacionamento com eles. Eles o reconhecerão e seguirão sua liderança espontaneamente. Se você orar diariamente pelos membros da sua célula, você sentirá o seu próprio coração cheio de amor e paciência por eles. Ore por todos os eventos da célula – seja a macrocélula, uma festa de aniversário, um evento de colheita, um jantar, um churrasco. Esteja pronto para testemunhar em qualquer circunstância! Tempo gasto “afiando o machado”…

Leia mais

TREINAMENTO DE LÍDERES DE CÉLULAS LIÇÃO 5 TLC

Lição 5 PRINCÍPIOS PODEROSOS A SEREM OBSERVADOS PELOS LÍDERES DE CÉLULAS Depois de mais de décadas envolvidos no ministério de células, nós estamos convencido de que não há melhor atmosfera para cumprir o imperativo da Grande Comissão do Senhor Jesus do que a célula e o discipulado pessoal um a um. Através do discipulado um a um o cristão normal cumpre a sua missão aqui na Terra, tanto vivendo em comunhão e relacionamento com outros santos como alcançando novas pessoas para dentro da vida da igreja e do Reino de Deus. Contudo, incorporar simplesmente um programa de células não é garantia de que uma igreja se tornará saudável e crescente. Um ministério de células deve estar baseado em relacionamentos e valores bíblicos, não apenas em um bom programa. A célula deve ser um lugar onde uma família espiritual é criada – onde pais e mães espirituais treinam e liberam seus filhos espirituais para formar novas famílias (I João 2.12-14). Se não for assim, o ministério de células se torna apenas um ornamento, uma ferramenta para dar a impressão de que a igreja é moderna, acompanha o mover eclesiológico pelo qual passam as denominações e os novos grupos cristãos. “Células” podem também se tornar o mais recente programa da igreja, até que surja uma novidade mais atraente. Por isso, se quisermos alcançar o mundo com um ministério de células que prioriza relacionamentos pessoais, temos que enfatizar muito mais os valores bíblicos do que os métodos.  Uma vez que são os valores básicos de nossas vidas determinam o que nós realmente cremos, serão eles também que direcionarão nossas ações e atitudes. E se esses valores não estiverem fundamentados na Palavra de Deus, nós estaremos apenas experimentando mais uma boa ideia. Só que de boas ideias o mundo está cheio. Muitas igrejas, ao começar…

Leia mais

TREINAMENTO DE LÍDERES DE CÉLULAS LIÇÃO 4 TLC

Lição 4 O COMPARTILHAMENTO NA CÉLULA OITO FATORES INDISPENSÁVEIS A TODAS AS CÉLULAS    Louvor e Adoração: Deve ser alegre, animado, empolgante. De preferência usamos um CD com as músicas mais conhecidas e usadas no momento pela igreja. Em ocasiões especiais, como o dia de compartilhamento livre, pode-se tocar um instrumento ou usar outras maneiras criativas. Para mais sobre louvor e adoração na célula, reveja a lição dois deste material.  Avisos da Agenda: Sobre o Culto de Celebração, cursos e outros eventos importantes. Devem ser feitos não como simples repasse de informações ou anúncio, mas com alegria, motivação contagiante. Não podem ser simplesmente lidos da folha de estudo como algo mecânico, mas compartilhados com vibração e graça.  O bom líder transfere o crescimento para a igreja mãe. Para um ramo dar fruto, ele tem que estar ligado ao tronco; A célula que cria raízes próprias e deixa de se conectar ao tronco, à raiz principal, torna-se um monstrinho à parte, um órgão desconectado do corpo.  Qualquer célula que está crescendo, mas não consegue levar o povo à celebração, tem alguma coisa errada com ela. Pode ser que esteja filhos desnaturados, com raízes próprias. O bom líder sabe que sua célula tem que estar ligada com a celebração. Se o crente é fiel ao culto de celebração e à célula, mais cedo ou mais tarde ele consegue vencer, superar as barreiras e crescer espiritualmente.   Oferta da célula: com muita alegria e empolgação, explicando o destino dos valores arrecadados. A seguir veja como ministrar uma boa oferta, na célula ou no culto de celebração.  Oração abençoando os alimentos da “Marcha”. A Marcha do Amor é parte da ação social permanente da célula. Os membros e visitantes não são obrigados, mas todos os membros são encorajados a trazer semanalmente um ou mais quilos…

Leia mais

TREINAMENTO DE LÍDERES DE CÉLULAS LIÇÃO 3 TLC

Lição 3 AS CINCO FUNÇÕES DA CÉLULA Só para relembrar, como efeito de compreensão, o que é uma célula? Uma célula é um grupo de cinco (05) a dez (10) pessoas, que se reúnem uma vez por semana com o objetivo de crescimento e multiplicação. (Batista da Glória) A célula tem muitas funções. Na visão do MDA, muitas funções são observadas e reconhecidas, mas, na prática operacional do dia-a-dia, destacamos cinco delas, as quais julgamos extremamente essenciais, e que englobam todas as demais. As cinco funções são uma maneira pela qual podemos medir a temperatura e a atmosfera espiritual e social da célula, e assim garantir que ela cumpra o seu papel no Corpo de Cristo.   Primeira Função EVANGELISMO E INTEGRAÇÃO   Quem está cheio de Jesus vai automaticamente atrair outros para si mesmo, para a célula, para a igreja e para o Senhor Jesus. Agora, uma vez que a pessoa entregou a vida para Jesus, ela tem que ser cuidada e integrada na vida da igreja local. Algumas pessoas tomam uma decisão inicial por Jesus e depois não vão mais à igreja. Por quê? Porque se sentem “um peixe fora d’água”. Nesse sentido, a célula serve como uma ponte de integração para dentro da igreja local. Assim, a pessoa não se sentirá como “peixe fora d’água”, e sim como uma parte integral da igreja.   COMO A AMIZADE FAZ A DIFERENÇA NO EVANGELISMO A amizade quebra preconceitos e resistências; A amizade derruba barreiras as mais diversas; A amizade aproxima as pessoas, encurtando as diferenças; A amizade leva ao conhecimento de Cristo; A amizade é o caminho que Deus usa para atrair homens e mulheres para a salvação em Jesus; Precisamos ganhar as pessoas primeiro para nós, depois nós as ganhamos para Cristo. Para conduzir pessoas a Cristo, nós ganhamos…

Leia mais

A Visão do Purê de Batatas – Com vídeo

A. INTRODUÇÃO: A visão do “Purê de Batata” parte do princípio bíblico da unidade expressa na oração sacerdotal de Jesus em Jo. 17:20-23.  É necessário que a Igreja Local tenha como todo essa visão para que haja unidade no Corpo. A Célula é o lugar ideal para aprender e praticar a unidade. Ser “um” e ser “família de Deus”;  é a expressão verdadeira da unidade do Corpo de Cristo – começando pelas células . A Célula não pode ser como um saco de batatas aonde não existe unidade (somente união); ele tem que ser um purê de batata aonde as batatas foram amalgamadas de tal forma que é impossível separar uma da outra. Quando a Célula põe em prática a visão do “Purê de Batata” ele sempre se tornará uma Célula atraente e gostosa de participar. B. UNIDADE VERDADEIRA 1.         Princípios de se tornar um;  At 2:46. a.         Unânimes, definição: “Que é do mesmo sentimento ou da mesma opinião”. b.        “No templo, …de casa em casa” A Igreja primitiva diariamente cultivava a unidade no templo (nos cultos de celebração) e nas casas (Células). C. Três palavras importantes em Atos 2:46: Perseveravam: demonstra compromisso e seriedade com o plano de Deus de se tornar um. Alegria: demonstra prazer e gozo na unidade.  É uma escolha.  Em outras palavras nem sempre nossa carne achará gostoso o sacrificar do nosso tempo, planos individuais, etc.,  para cultivar unidade – mas o plano de Deus é que façamos isso com muita alegria genuína! Singeleza: Simplicidade de visão!  Temos que deixar de ser tão complicado,  cheios de  desejos próprios e opiniões egoístas.  Singularidade e simplicidade de visão promove unidade nos seguidores ou cumpridores da mesma. Resultados de se tornar um;  At 2:42-47. Mais milagres;  vs. 42-43. Ajudar as pessoas necessitadas;  vs. 44-45. Construir relacionamentos fortes;  vs....

Leia mais

TREINAMENTO DE LÍDERES DE CÉLULAS LIÇÃO 2 TLC

Lição 2 ELEMENTOS DO CÓDIGO GENÉTICO DA CÉLULA O que é o código genético De forma simples, podemos dizer que genoma é o código genético do ser humano, ou seja, o conjunto dos genes humanos. No material genético podemos obter todas as informações para o desenvolvimento e funcionamento do organismo do ser humano. Este código genético está presente em cada uma das células humanas. O código genético ou genoma é de certa forma, a chave para todos os segredos e funcionamento da vida biológica, cuja unidade básica é a célula. A célula é constituída de moléculas, de macromoléculas que funcionam como unidades estruturais, reservatórios de energia, repositórios de informações genéticas e como moléculas especiais para controlar os processos que mantém a célula viva. Proteínas (que estão na base do DNA) formam o principal constituinte dos organismos vivos. Suas principais funções são: Controlar o metabolismo e liberar energia (enzimas); Defender o organismo de corpos estranhos (anticorpos); Definir e manter a arquitetura da célula (elementos estruturais);  ?Carregar moléculas ou íons dentro da célula (mecanismo de transporte); Coordenar e dirigir os processos químicos da célula (reguladores metabólicos).   Em outras palavras, são as células que cuidam da alimentação,  das defesas, do equilíbrio da preservação e  da reprodução de todo o corpo! Utilizando as pesquisas genéticas e exames especializados, já é possível detectar se um embrião herdou doenças graves, possibilitando um tratamento adequado desde os primeiros dias de vida. Este procedimento reduz o impacto da doença sobre o organismo, assim como suas sequelas. Futuramente, quando forem descobertas as funções de todos os genes humanos, muitos outros benefícios virão. Semelhante à Biologia Molecular nós podemos, pela avaliação das células e do discipulado, determinar e garantir a saúde e o equilíbrio de todo o corpo # de toda a igreja. Primeiro Elemento Um bom líder A…

Leia mais

WhatsApp chat