RESSURREIÇÃO DE CRISTO A BASE DA FÉ CRISTÃ.

Vidas Para Cristo
Vidas Para Cristo

Últimos posts por Vidas Para Cristo (exibir todos)

BENEFÍCIOS DA RESSURREIÇÃO DE CRISTO

 

INTRODUÇÃO: “Por que buscais entre os mortos ao que vive? Ele não está aqui, mas ressuscitou” (Lucas 24.5-6).  Jesus ressuscitou!  Ressuscitou!  Essa palavra ressoa poderosamente atravessando os séculos.  Ela pode ter sido a palavra mais poderosa que jamais foi pronunciada.  Entre todas as grandes proclamações da História, nenhuma se compara, em grandeza de significação a esta simples afirmação.  Esta declaração levou o espanto e a alegria aos seguidores de Jesus.  Ela se tornou o assunto central da pregação apostólica.  De fato, cada ponto da Bíblia gira em volta desta ressurreição vitoriosa de Jesus Cristo, deixando a sepultura e o poder do diabo que essa sepultura representava.  Jesus ressuscitou!”.

 

A importância da ressurreição de Cristo

a) A ressurreição de Cristo confirmou a veracidade da sua palavra (Mt 20.19; 28.6), comprovando a credibilidade da sua obra;

b) Possibilitou que Cristo, vivo, atuasse diante da igreja como sumo sacerdote (Hb 4.15), advogado (1Jo 2.1) e cabeça (Ef 5.23);

c) Formou a base do evangelho que é pregado para a salvação dos pecadores (1Co 15.3-8), mediante o enfoque da justificação presente na ressurreição (Rm 4.25);

d) Deu esperança à igreja a respeito do seu futuro (1Co 15.13-19).

 

As evidências da ressurreição de Cristo

Jesus apareceu para muitas pessoas depois de ressuscitar (At 2.32). Ele apareceu para as mulheres (Mt 28.8-10); para Pedro (Lc 24.34; 1Co 15.5), para os discípulos a caminho de Emaús (Lc 24.13-32), para os discípulos (Jo 20.19-25), para Tomé (Jo 20.26-29), para os discípulos no mar da Galileia (Jo 21.1-24), para Tiago (1Co 15.7), para mais de quinhentas pessoas de uma só vez (1Co 15.6) e para Paulo (1Co 15.8). Quando esses relatos foram escritos, a maioria dessas testemunhas estavam vivas e podiam ser consultadas sobre o evento, apontando para a veracidade dos relatos da ressurreição;

A radical mudança de atitude e a visível determinação dos discípulos depois da ressurreição são grandes evidências de que algo muito marca

 

Vejamos os benefícios da Ressurreição do Senhor Jesus:

A RESSURREIÇÃO DO SENHOR JESUS É A GARANTIA DE NOSSAS PRINCIPAIS DOUTRINAS DA FÉ CRISTÃ

13 E, se não há ressurreição de mortos, também Cristo não ressuscitou. 14 E, se Cristo não ressuscitou, logo é vã a nossa pregação, e também é vã a vossa fé. 15 E assim somos também considerados como falsas testemunhas de Deus, pois testificamos de Deus, que ressuscitou a Cristo, ao qual, porém, não ressuscitou, se, na verdade, os mortos não ressuscitam. 16 Porque, se os mortos não ressuscitam, também Cristo não ressuscitou. 17 E, se Cristo não ressuscitou, é vã a vossa fé, e ainda permaneceis nos vossos pecados. 18 E também os que dormiram em Cristo estão perdidos. 19 Se esperamos em Cristo só nesta vida, somos os mais miseráveis de todos os homens. 1 Coríntios 15:13-19

 

Paulo nos mostra aqui algumas consequências sérias se negarmos a ressurreição de Cristo Jesus:

a) A pregação da Palavra de Deus seria vã, v. 14.

b) Nossa fé também seria vã, v. 14.

c) Nosso testemunho seria falso, v. 15.

d) Nossa fé não teria qualquer valor, v. 17.

e) Nossos pecados não estariam perdoados, v. 17.

f) Os que morreram em Cristo estariam perdidos, v. 18.

g) Os crentes seriam dignos de lástima, v. 19.

 

A ressurreição confirma elementos essenciais de nossa fé:

 

a) Confirma a divindade de Jesus, Rm 1.4, “foi designado Filho de Deus com poder, segundo o espírito de Santidade pela ressurreição dos mortos, a saber, Jesus Cristo, nosso Senhor”

b) Confirma nossa justificação, Rm 4.25, “O qual foi entregue por causa das nossas transgressões e ressuscitou por causa da nossa justificação”.

c) Confirma nossa salvação, Rm 10.9, “Se com tua boca, confessares Jesus e, em teu coração, creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo”.

 

 

A RESSURREIÇÃO DO SENHOR JESUS É A IMPULSÃO PARA NOSSA SANTIDADE DIANTE DE DEUS

 

“13 nem ofereçais cada um os membros do seu corpo ao pecado, como instrumentos de iniquidade; mas oferecei-vos a Deus, como ressurretos dentre os mortos, e os vossos membros, a Deus, como instrumentos de justiça, 14 Porque o pecado não terá domínio sobre vós; pois não estais debaixo da lei, e sim da graça”, Rm 6.13-14.

“…porquanto quem morreu está justificado do pecado”, Rm 8.7.

“Portanto, se fostes ressuscitados juntamente com Cristo, buscai as coisas lá do alto, onde Cristo vive, assentado à direita de Deus”, Cl 3.1.

“Se morrestes com Cristo para os rudimentos do mundo, por que, como se vivêsseis no mundo, vos sujeitais a ordenanças”, Cl 2.20.

 

A RESSURREIÇÃO DO SENHOR JESUS É GARANTIA DE NOSSA RESSURREIÇÃO

 

 Porque, se fomos plantados juntamente com ele na semelhança da sua morte, também o seremos na da sua ressurreição; 6 Sabendo isto, que o nosso homem velho foi com ele crucificado, para que o corpo do pecado seja desfeito, para que não sirvamos mais ao pecado. 7 Porque aquele que está morto está justificado do pecado. 8 Ora, se já morremos com Cristo, cremos que também com ele viveremos; Romanos 6:5-8

 

“Fiel é esta palavra: Se já morremos com ele, também viveremos com ele”, 2Tm 2.11.

 

CONCLUSÃO:

“Por causa da ressurreição de Jesus, podemos ter fé, esperança e salvação do pecado.  Porque Jesus conquistou a morte, podemos aguardar uma vitória eterna sobre a prisão da cova (cf. 1 Coríntios 15).  Com este milagre Deus oferece a maior prova da Sua existência, de Seu poder, de Sua pureza e de Seu amor.  Tudo o que é bom em Deus é resumido na força desta declaração:  Jesus ressuscitou!  Todas as nossas esperanças na eternidade estão contidas nesta simples expressão de triunfo”

 

Pr. José Antônio Corrêa, Revisado Pr. Marcos V Ribeiro Igreja Vidas para Cristo.


Deixe um Comentário...

WhatsApp Br