A mulher de Samaria

rejane torres
rejane torres

Últimos posts por rejane torres (exibir todos)

    A mulher de Samaria

    Texto: João 4:1-42.

    Introdução

    A Bíblia não registra o nome nem a genealogia da mulher samaritana. Diz, apenas, que ela era natural de Samaria, capital do antigo Reino do Norte.

    Tratava-se de uma mulher humilde, pois ela mesma cuidava dos seus afazeres domésticos, não tendo, certamente, quem os fizesse. Era, pois, uma mulher trabalhadora, seu nome não aparece; não importa aqui descobrir seu nome, pois o mais importante para Deus são: os atos de fé na graça do Senhor.

    Os milagres operados por Jesus despertaram a atenção do povo e sua fama chegou até aos fariseus. Estes, movidos mais pela inveja, procuravam encontrar Jesus. Entre os discípulos de João também houve discussão, porque Jesus batizava mais que o próprio João Batista. Então o senhor Jesus resolveu deixar a Judéia e ir outra vez para Galiléia. (Jo. 4.1-3).

     Jesus em Samaria.
    – Samaria conforme foi dito era a antiga capital do Reino do Norte, fundada por Onri, rei de Israel (1 Rs.16.24).
    – Foi por muito tempo um centro de idolatria (Jr.23.13;0s.7.1). Em 722 a.C., quando Sargon II,(Is.20:1) rei da Assíria, levou para o cativeiro as dez tribos do reino do Norte (2 Rs.17.5,6.23,24). Enviou para a cidade de Samaria os povos oriundos de outras terras e nações.
    – Era uma mistura de babilônicos e gente de Ava, de Hamata e de Servavim (2 Rs.17.24). Foram esses povos que vieram para colonizar Samaria, resultando daí uma raça mista que provocou muitos conflitos com os judeus.

     A samaritana e a fonte de Jacó

    1. Jesus e as barreiras físicas.
    – Jesus cansado do caminho sentou-se para descansar, porque sua humanidade experimentou as mesmas limitações físicas que todos os homens sentem e conhecem (Hb.4.15). Era quase a hora sexta (meio dia, segundo o calendário judaico), quando seus discípulos voltavam da cidade, para onde tinham ido comprar comidas.
    2. Jesus pede água a samaritana.
    As barreiras religiosas e sociais são um impedimento para a mulher samaritana.
    Havia três barreiras para ela aproximar-se de Jesus:
    a. A barreira racial: Jesus era judeu; e, ela samaritana;

    b. A barreira material: Jesus não tinha para ela, os utensílios para tirar a água da vida. Para tirar água do poço era necessário, corda e um balde.
    c. A barreira espacial: o poço era fundo. Mas para Jesus as barreiras são encurtadas.
    – Jesus derruba as barreiras e diz para a mulher (v.10). Para tirar a água viva, que é a graça salvadora de Deus, não precisamos de balde e corda, precisamos sim de conhecer o dom de Deus que é a graça dEle.
    – Não existe poço fundo para Jesus Cristo, as dificuldades são superadas. Jesus não perguntou qual a sua religião e sua família não perguntou se a mulher era idólatra, nem se era de boa ou má conduta. Mas ofereceu a mulher o que ela mais necessitava: a água viva. A mulher não conhecia: O dom de Deus, que Jesus é a fonte d’água viva. Para tirar água do poço de Jacó era necessário sim balde e corda, mas para tirarmos água da fonte da vida é necessário unicamente FÉ. Ele oferece gratuitamente. (Ap.22:17).

    – Jesus é a inesgotável fonte de água da vida, onde, diariamente, todos os crentes, de todos os lugares podem beber e encher os seus cântaros, que simbolizam novos corações.

     A conversão da mulher samaritana

    1. a visão materialista da mulher.
    – As palavras de Jesus despertaram o interesse material da mulher samaritana: (Jo.4:15).
    – O propósito da mulher era não ir mais ao poço de Jacó tirar água. O poço de Sicar é uma figura do mundo. Quem beber desse poço voltará a ter sede.
    – Existem muitos crentes que voltaram a beber em Sicar, por isso não tem uma vida consagrada a Deus.
    – A mulher samaritana nunca mais voltou a beber água do velho poço de Jacó. Daquele dia em diante encontrou uma fonte melhor, Cristo a Fonte das Águas Vivas. (Ap.22.1)
    2. a visão espiritual da mulher é despertada.
    – Ela desejava saber onde e como adorar a Deus. Os samaritanos consideravam o monte Gerizim sagrado. Nele estava o templo samaritano. Por isso, a mulher argumentou com Jesus dizendo: (4:20) Jesus ensina-lhe que Deus não pode estar em lugar determinado por homens, e mostra-lhe que o pai é adorado em Espírito e Verdade. O único canal de comunicação com Deus é a FÉ.(Rm.8:26). Existem três tipos de adoradores (V.v.22,23).
    1) 0s que adoram o que não sabem;
    2) os que adoram o que sabem;
    3) os que adoram em espírito e em verdade.

    Foi aí que a samaritana compreendeu a verdadeira adoração, e como evidência de sua transformação “deixou o seu cântaro” e foi a cidade dizendo: “Vinde e vede…não é este o Cristo?”

    Conclusão

    – O cântaro abandonado é sinal de conversão e de que as coisas velhas já se passaram. Quem se converte a Cristo abandona os cântaros dos vícios, dos maus costumes da religiosidade e procura ter uma vida diferente, regida por normas de condutas distintas.
    – Deixando ali o seu cântaro, deixando a velha natureza, encheu o seu novo cântaro com a Água da Vida, FÉ e sem perder tempo voltou à vida dando testemunho de Jesus aos seus patrícios “vinde e vede um homem que me disse tudo”. Só Jesus nos dará tudo que precisamos ouvir, saber e aprender.
    – Jesus espera que façamos como fez a samaritana, encha-se com a Água da Vida, não perca tempo, seja uma testemunha de Jesus, Ele conta com você.

    http://basemissionariadeguaraquecaba.webnode.pt

     

     


    Ministrado Domingo 01/05/2016 pelo Pb. Marcos Davis


    Deixe um Comentário...

    WhatsApp Br