FUNDAMENTOS DA FÉ CRISTÃ (LIÇÃO 6 – DOUTRINA DE BATISMOS: PARTE II (BATISMOS NO ESPIRITO SANTO) )

FUNDAMENTOS DA FÉ CRISTÃ (LIÇÃO 6 – DOUTRINA DE BATISMOS: PARTE II (BATISMOS NO ESPIRITO SANTO) )
Vidas Para Cristo
Vidas Para Cristo

Últimos posts por Vidas Para Cristo (exibir todos)

Doutrina de Batismos:  Parte  II (Batismos no Espirito Santo).

 

OBJETIVOS:

Ao completar este capítulo você será capaz de:

  • Escrever o Versículo-Chave de memória.
  • Explicar alguns propósitos do Espírito Santo.
  • Explicar como receber o batismo do Espírito Santo.
  • Identificar o sinal físico do batismo do Espírito Santo.
  • Identificar a verdadeira evidência do batismo no Espírito Santo.
  • Reconhecer os dons e o fruto do Espírito Santo.

 

VERSÍCULO-CHAVE: 

“Mas recebereis poder, ao descer sobre vós o Espírito Santo, e sereis minhas testemunhas tanto em Jerusalém como em toda a Judéia e Samaria e até aos confins da terra” (Atos 1:8). 

 

INTRODUÇÃO

No último capítulo aprendemos o significado da palavra “batizar” e estudamos três dos quatro batismos mencionados no Novo Testamento. Você aprendeu sobre o batismo de sofrimento experimentado por Jesus, o batismo de João Batista, e o batismo Cristão nas águas.  Este capítulo diz respeito ao quarto batismo o qual é o batismo do Espírito Santo.

 

PROMESSA DO ESPÍRITO SANTO

Após a ressurreição e antes de retornar aos céus, Jesus deu importantes instruções aos seus seguidores:

“Eis que envio sobre vós a promessa de meu Pai; permanecei, pois, na cidade, até que do alto sejais revestidos de poder” (Lucas 24:49).

 

A promessa na qual Jesus se referia era o Espírito Santo. Jesus já havia falado anteriormente a Seus seguidores: 

“E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Consolador, a fim de que esteja para sempre convosco. O Espírito da verdade, que o mundo não pode receber, porque não o vê, nem o conhece; vós o conheceis, porque ele habita convosco e estará em vós. Não vos deixarei órfãos, voltarei para vós outros” (João 14:16-18). 

 

PROPÓSITO DO ESPÍRITO SANTO

Um dos principais propósitos do Espírito Santo é dado na passagem já citada: Confortar os crentes.  Mas a Bíblia cita muitos outros propósitos do Espírito Santo na vida do crente. Leia as seguintes passagens:

  • Atos 2:4
  • 1 Coríntios 6:19
  • Coríntios 6:17 Romanos 8:26 João 16:13
  • Romanos 5:5
  • Coríntios 3:18
  • Coríntios 2:10 João 14:26
  • João 4:24
  • Efésios 3:16
  • Romanos 8:11
  • Tessalonicenses 2:13-14
  • Tito 3:5
  • João 16:8-11
  • Romanos 8:16
  • Romanos 8:2
  • Marcos 13:11
  • 1 Coríntios 2:4 Atos 1:8
  • João 4:24

 

A EVIDÊNCIA DO ESPÍRITO SANTO

O Espírito Santo tem muitos propósitos nas vidas dos crentes, mas o principal propósito e a verdadeira evidência do batismo do Espírito Santo é fazer do cristão uma testemunha poderosa do Evangelho:

 

“Mas recebereis poder, ao descer sobre vós o Espírito Santo, e sereis minhas testemunhas tanto em Jerusalém como em toda a Judéia e Samaria e até os confins da terra” (Atos 1:8).

 

A evidência do batismo do Espírito Santo foi concedida imediatamente na vida do apóstolo Pedro. Antes do dia de Pentecostes ele tinha, covardemente, negado que conhecia o Senhor Jesus. Após seu batismo no Espírito Santo, Pedro levantou-se e deu um testemunho poderoso do Evangelho que resultou na salvação de três mil pessoas. Foi o poder do Espírito Santo na Igreja primitiva que resultou na divulgação do Evangelho no mundo. O livro de Atos é um registro deste testemunho poderoso que foi a evidência do batismo no Espírito Santo.

 

BATISMO NO ESPÍRITO SANTO

Há sete passagens no Novo Testamento onde a palavra “batizar” é usada em relação ao Espírito Santo. Em quatro destas passagens estão as palavras de João Batista registradas nos Evangelhos:

 

“Eu vos batizo com água, para arrependimento; mas aquele que vem depois de mim é mais poderoso do que eu, cujas sandálias não sou digno de levar. Ele vos batizará com o Espírito Santo e com fogo” (Mateus 3:11).

 

“Eu vos tenho batizado com água; ele, porém, vos batizará com o Espírito Santo” (Marcos 1:8).

 

“Disse João a todos: Eu, na verdade, vos batizo com água, mas vem o que é mais poderoso do que eu, do qual não sou digno de desatar-lhe as correias das sandálias; ele vos batizará com o Espírito Santo e com fogo” (Lucas 3:16).

 

“Eu não o conhecia; aquele, porém, que me enviou a batizar com água me disse: Aquele sobre quem vires descer e pousar o Espírito, esse é o que batiza com o Espírito Santo” (João 1:33).

 

Jesus também falou sobre o batismo do Espírito Santo: 

“Porque João, na verdade, batizou com água, mas vós sereis batizados com o Espírito Santo, não muito depois destes dias” (Atos 1:5).

 

Quando Pedro falou dos eventos que tomaram lugar na casa de Cornélio, ele citou as palavras de Jesus: 

“Então, me lembrei da palavra do Senhor, quando disse: João, na verdade, batizou com água, mas vós sereis batizados com o Espírito Santo” (Atos 11:16).

 

Paulo também usou a palavra “batizar” em relação ao Espírito Santo: 

“Pois, em um só Espírito, todos nós fomos batizados em um corpo, quer Judeus, quer Gregos, quer escravos, quer livres. E a todos nós foi dado beber de um só Espírito” (1 Coríntios 12:13).

 

O uso da frase “batizar em” o Espírito Santo é o mesmo como quando é usado para descrever o batismo Cristão nas águas. Em ambos os casos o batismo é uma confirmação externa da condição espiritual interna.

O Espírito Santo veio dos céus para os discípulos no dia de Pentecostes e imergiu neles [ou os batizou]. Pedro disse que esta experiência foi o cumprimento da promessa de Deus: Esta promessa foi dada em Joel 2:28.

 

O SINAL FÍSICO

O Espírito Santo é invisível aos olhos naturais.  Jesus O comparou ao vento: 

“O vento sopra onde quer, ouves a sua voz, mas não sabes donde vem, nem para onde vai; assim é todo o que é nascido do Espírito” (João 3:8).

 

Embora o vento seja invisível, os efeitos que ele produz podem ser vistos e ouvidos.  Quando o vento sopra, a poeira sobe, as árvores se curvam, as folhas caem, as ondas do mar fazem barulho, e as nuvens movem-se pelos céus.  Estas são as evidências físicas do vento. O mesmo acontece com o Espírito Santo. Embora  seja invisível, os efeitos que o Espírito Santo produz podem ser vistos e ouvidos.

Há três passagens no Novo Testamento onde lemos  o que aconteceu quando as pessoas foram batizadas no Espírito Santo:

 

DIA DE PENTECOSTES:

Atos 2:2-4 é o registro do que aconteceu no dia de Pentecostes: 

“De repente, veio do céu um som, como de um vento impetuoso, e encheu toda a casa onde estavam assentados. E apareceram, distribuídas entre eles, línguas, como de fogo, e pousou uma sobre cada um deles. Todos ficaram cheios do Espírito Santo e passaram a falar em outras línguas, segundo o Espírito lhes concedia que falassem” (Atos 2:2-4).

 

CASA DE CORNÉLIO:

Atos 10:44-46 registra o que aconteceu quando Pedro pregava o Evangelho para um homem chamado Cornélio e sua família: 

“Ainda Pedro falava estas coisas quando caiu o Espírito Santo sobre todos os que ouviam a palavra e os fiéis que eram da circuncisão, que vieram com Pedro, admiraram-se, porque também sobre os gentios foi derramado o Dom do Espírito Santo. Pois os ouviam falando em línguas e engrandecendo a Deus” (Atos 10: 44-46).

 

CONVERTIDOS EM ÉFESO:

Atos 19:6 descreve o que aconteceu ao primeiro grupo de convertidos em Éfeso: 

“E, impondo-lhes Paulo as mãos, veio sobre eles o Espírito Santo; e tanto falavam em línguas como profetizavam” (Atos 19:6).

 

Quando comparamos estas passagens vemos que não há nenhum sinal físico que seja comum nas três: Os que receberam o batismo do Espírito Santo falaram em outras línguas. Outros sinais sobrenaturais do Espírito Santo são mencionados, mas nenhum como tendo acontecido em todas as ocasiões.

No dia de Pentecostes houve o som de um vento impetuoso e línguas visíveis de fogo foram vistas. Isto, porém, não foi registrado nas outras duas ocasiões.

Em Éfeso os novos convertidos profetizaram. Mas isto não é mencionado como tendo ocorrido no dia de Pentecostes ou na casa de Cornélio.

Outro sinal evidente que os apóstolos observaram na experiência de Cornélio e sua família foi que eles falavam em línguas. Este sinal físico foi uma prova para os discípulos que eles tinham sido batizados no Espírito Santo.

Por estes registros bíblicos podemos concluir que o sinal de falar em línguas através do poder do Espírito Santo confirma que a pessoa foi batizada pelo Espírito Santo.

 

AS LÍNGUAS

O sinal de “línguas” pode ser idiomas conhecidos pelo homem.  Isto foi o que aconteceu no dia de Pentecostes:

 

“Estavam, pois, atônitos e se admiravam, dizendo: Vede! Não são, porventura, galileus todos esses que aí estão falando? E como os ouvimos falar, cada um em nossa própria língua materna?” (Atos2:7-8).

 

“Línguas” pode ser também um idioma não conhecido pelo homem. Isto é chamado de outra língua: 

“Pois quem fala em outra língua não fala a homens, senão a Deus, visto que ninguém o entende, e em espírito fala mistérios” (1 Coríntios 14:2).

 

PROPÓSITO DAS LÍNGUAS

As “outras línguas” recebidas através do batismo no Espírito Santo tem muitos propósitos na vida do crente. 1 Coríntios capítulo 14 identifica alguns dos propósitos para a manifestação de línguas:

  • Orar a Deus: Versículo 2
  • A própria edificação do crente: Edificação significa crescimento espiritual: Versículo 4
  • Quando interpretadas edificam a Igreja: Versículo 12
  • Intercessão: Versículo 14 (Veja também Romanos 8:26-27)
  • Sinal para os incrédulos: Versículo 22
  • Cumprimento da profecia: Versículo 21 (Veja também Isaías 28:11-12)
  • Oração: Versículo 15,17

 

OBJEÇÕES

Algumas pessoas fazem objeção ao sinal de falar em línguas. Estas são algumas das objeções  que eles levantam:

 

TODOS OS CRISTÃOS TÊM O ESPÍRITO SANTO:

Uma das objeções mais comuns é que todo cristão recebe o Espírito Santo quando é convertido e não precisa de nenhuma outra experiência para receber o batismo do Espírito Santo.

Os apóstolos arrependeram-se de seus pecados e creram em Jesus como o Messias.  Eles tinham testemunhado pessoalmente e aceitaram como verdade os fatos de Sua morte, sepultamento, e ressurreição. Jesus disse a eles: 

“Porque João, na verdade, batizou com água, mas vós sereis batizados com o Espírito Santo, não muito depois destes dias” (Atos 1:5).

 

A experiência prometida de ser batizado no Espírito Santo veio no dia de Pentecostes:

 

“Todos ficaram cheios do Espírito Santo e passaram a falar em outras línguas, segundo o Espírito lhes concedia que falassem” (Atos 2:4).

 

Embora os apóstolos já fossem crentes genuínos não foi antes do dia de Pentecostes que eles foram cheios [batizados] do Espírito Santo. O povo de Samaria tinha ouvido o Evangelho. Eles tinham acreditado e sido batizados. Mas eles não tinham recebido o Espírito Santo:

 

“Ouvindo os apóstolos, que estavam em Jerusalém, que Samaria recebera a palavra de Deus, enviaram-lhe Pedro e João; os quais, descendo para lá, oraram por eles para que recebessem o Espírito Santo; porquanto não havia ainda descido sobre nenhum deles, mas somente haviam sido batizados em o nome do Senhor Jesus. Então, lhes impunham as mãos, e recebiam estes o Espírito Santo” (Atos 8:14-17).

 

O povo de Samaria recebeu salvação através do ministério de Filipe. Eles receberam o Espírito Santo através do ministério de Pedro e João. Receber o batismo do Espírito Santo e receber a salvação são experiências separadas.

Atos 19:1-6 descreve como Paulo foi para Éfeso e encontrou alguns descritos como “discípulos”. A primeira pergunta de Paulo foi, “Recebestes, porventura, o Espírito Santo quando crestes?”  Se tais pessoas tivessem recebido o batismo do Espírito Santo quando receberam a salvação teria sido tolice de Paulo fazer tal pergunta. O fato de Paulo ter feito tal pergunta deixa claro que as pessoas tornam-se crentes em Cristo sem receber o batismo do Espírito Santo. Mesmo que uma pessoa receba o batismo do Espírito Santo na mesma hora que se converte, estas são, na verdade, duas experiências distintas.

O ministério do Espírito Santo tem operado através da eternidade. O Antigo Testamento fala do Espírito Santo vindo sobre os líderes espirituais de Israel. O Espírito Santo também opera na vida de um pecador para conduzi-lo à Cristo.

 

Mas isto é diferente de estar cheio do Espírito Santo. Jesus deixou claro quando disse: 

“O Espírito da verdade, que o mundo não pode receber, porque não o vê, nem o conhece; vós o conheceis, porque ele habita convosco e estará em vós” (João 14:17).

 

O Espírito Santo estava com os discípulos naquela época, mas não estava neles. Eles foram cheios [batizados] do Espírito Santo no dia de Pentecostes. O Espírito Santo está COM o pecador para conduzi-lo à Jesus Cristo.  Mas isto não é o mesmo como Ele estar NO crente.

O Espírito Santo estava com os líderes espirituais na época do Antigo Testamento. Mas Ele ainda não estava neles. Esta é a diferença entre os ministérios do Espírito Santo no Antigo e no Novo Testamentos.

 

TODOS FALAM EM LÍNGUAS?:

Outra objeção em relação as línguas vem através da falta de entendimento sobre uma questão de Paulo em 1 Coríntios 12:30. Ele pergunta, “Falam todos em outra línguas?”  A resposta para sua pergunta é “Não, nem todos falam em outras línguas.”

Mas Paulo não está falando aqui da experiência de ser batizado no Espírito Santo. A discussão diz respeito aos dons do Espírito Santo que podem ser usados pelo crente na Igreja:

 

“Ora, vós sois corpo de Cristo; e, individualmente, membros desse corpo. A uns estabeleceu Deus na Igreja, primeiramente, apóstolos; em segundo lugar, profetas; em terceiro lugar, mestres; depois, operadores de milagres; depois, dons de curar, socorros, governos, variedades de línguas” (1 Coríntios 12:27-28).

 

Paulo está falando de dons que podem ser usados pelos membros da Igreja. Um desses dons do Espírito Santo é “diversidade de línguas”. É uma habilidade para dar mensagens especiais à Igreja em línguas sob o poder do Espírito Santo. Embora todos possam experimentar o sinal de línguas quando batizados no Espírito Santo, nem todos recebem o dom de diversidades de línguas.

 

MEDO:

Alguns crentes não procuram o batismo do Espírito Santo porque temem receber uma experiência que não é de Deus. Mas a Bíblia diz: 

“Pedi, e dar-se-vos-á; buscai e achareis; batei, e abrir-se-vos-á. Pois todo o que pede recebe; o que busca encontra; e, a quem bate, abrir-se-lhe-á. Ou qual dentre vós é o homem que, se porventura o filho lhe pedir pão, lhe dará pedra? Ou, se lhe pedir um peixe, lhe dará uma cobra? Ora, se vós, que sois maus, sabeis dar boas dádivas aos vossos filhos, quanto mais vosso Pai, que está nos céus, dará boas coisas aos que lhe pedirem?” (Mateus 7:7-11).

 

Se um crente pede a Deus por um dom, como um bom pai terreno, Deus não lhe permitirá receber nada que lhe traga algum dano.

 

EXPERIÊNCIA EMOCIONAL:

Outra objeção para as línguas é que ela é uma experiência emocional. Muitos crentes que receberam o batismo do Espírito Santo enfatizam suas próprias reações emocionais para descrever a experiência. O homem é, de fato, uma criatura emotiva. A conversão não elimina as emoções do homem. Ele continuará experimentando alegrias e tristezas.

A conversão liberta as emoções humanas do controle do pecado. Ela redireciona estas emoções para a adoração a Deus. A palavra “gozo” nas Escrituras está associada com o Espírito Santo. Em Atos 13:52 lemos que “Os discípulos, porém, transbordavam de alegria e do Espírito Santo.”

Algumas pessoas reagem com grande emoção à alegria que vem com o batismo do Espírito Santo porque elas são naturalmente mais sensíveis do que as outras pessoas. Elas podem gritar, sorrir ou experimentar outras sensações em seus corpos. Mas estas reações emocionais não são um sinal do batismo do Espírito Santo. O verdadeiro sinal inicial exterior é falar em línguas.

Não é necessário demonstrar grandes emoções tais como sorrir, gritar, dançar, etc., para ser batizado no Espírito Santo.

Mas não devemos criticar aos que demonstram tais reações. A Bíblia narra sobre reações emocionais daqueles que tiveram uma experiência poderosa com Deus. Pessoas tremem, prostram-se ao chão, gritam, regozijam-se, e dançam diante de Deus.

É interessante observar a reação emocional das pessoas nos diversos eventos esportivos. Elas gritam, sorriem, pulam e expressam vários tipos de emoções nos jogos esportivos. Como, então não reagirmos com alegria e emoção ao recebermos o dom do Espírito Santo em nossas vidas, o qual será usado para os diversos propósitos da Igreja?

O Salmista Davi concorda com isto. Ele apresenta grande alegria e devoção a Deus (Salmos 95:1-3 e 150:3-6).

Você não deve temer que o batismo no Espírito Santo lhe conduza a fazer algo errado ou a perder o controle emocional. A Bíblia diz:

 

“Os Espíritos dos profetas estão sujeitos aos próprios profetas” (1 Coríntios 14:32).

 

Isto significa que qualquer que seja o dom dado por Deus, ele está sujeito ao controle total daquele que o usa. Deus não faz nada errado porque… 

“Deus não é de confusão, e sim de paz…” (1 Coríntios 14:33).

 

DONS DO ESPÍRITO SANTO

Jesus deixou Seus seguidores com a responsabilidade de divulgar a mensagem do Evangelho até os confins da terra. O poder do Espírito Santo os ajudaria a cumprir esta tarefa. Parte deste “poder” foi o dom especial concedido aos crentes pelo Espírito Santo a fim de equipá-los para o ministério.

Estes dons espirituais não são a mesma coisa que talentos naturais. Talentos e habilidades naturais são concedidos na hora do nascimento físico e/ou desenvolvidos pelo esforço natural durante nossa existência. Eles podem ser usados no ministério da Igreja, mas são diferentes dos dons espirituais.

 

Dons espirituais vêm do Espírito Santo com os seguintes propósitos:   

“Com vistas ao aperfeiçoamento dos santos para o desempenho do seu serviço, para a edificação do corpo de Cristo, Até que todos cheguemos à unidade da fé e do pleno conhecimento do Filho de Deus, à perfeita varonilidade, à medida da estatura da plenitude de Cristo. Para que não mais sejamos como meninos, agitados de um lado para o outro e levados ao redor por todo vento de doutrina, pela artimanha dos homens, pela astúcia com que induzem ao erro. Mas, seguindo a verdade em amor, cresçamos em tudo naquele que é a cabeça, Cristo” (Efésios 4:12-15).

 

Esta passagem revela que os dons espirituais são para:

  • Aperfeiçoamento dos santos.
  • Promover o trabalho do ministério.
  • Edificar a Igreja como corpo de Cristo.

 

Os objetivos destes dons são para:

  • Estarmos unidos na fé.
  • Desenvolver nosso conhecimento sobre Cristo.
  • Desenvolver nossa perfeição, tendo a Cristo como nosso modelo.
  • Não seguirmos falsas doutrinas.
  • Amadurecermos espiritualmente em Cristo.

 

Algumas igrejas advogam que os dons do Espírito Santo não são para os crentes atuais.

Elas ensinam que alguns dos dons como milagres e falar em outras línguas foram apenas para a Igreja primitiva.

A resposta para tais objeções é esta: o Senhor deu os dons para executar certos propósitos na Igreja. O Senhor não vai retirar nenhum destes dons sem seus propósitos serem realizados. Todas as nossas igrejas estão em unidade? Nós temos conhecimento completo do Senhor Jesus? Estamos todos caminhando em perfeição, firmes, e maduros?  Temos impedido que falsas doutrinas invadam nossas igrejas?

A resposta para estas perguntas é “não”. Nenhum dos dons ministeriais já tiveram seus propósitos cumpridos. Por esta razão, todos os dons que Deus deu para cumprir estes objetivos ainda estão operando hoje. A Bíblia também diz que “os dons e a vocação de Deus são irrevogáveis” (Romanos 11:29).  Isto significa que Deus não mudará Seus propósitos e nem retirará um dom ou um objetivo que Ele tenha dado.

O Espírito Santo dá a cada crente pelo menos um dom espiritual (1 Pedro 4:10;  Efésios 4:7,  1 Coríntios 12:7).  É importante que nós descubramos e usemos nossos dons na Igreja. As principais passagens que explicam os dons espirituais disponíveis aos crentes por meio do Espírito Santo são Romanos 12:1-8, 1 Coríntios 12:1-31, Efésios 4:1-16 e 1 Pedro 4:7-11.

 

 

FRUTO DO ESPÍRITO SANTO

O Espírito Santo desenvolve na vida do crente qualidades que a Bíblia chama de “fruto do Espírito”. O fruto do Espírito Santo se refere a natureza do Espírito Santo sendo evidente na vida de um crente. Deus deseja que todos os frutos sejam evidentes na vida de cada Cristão (Gálatas 5:22-23).

 

O desenvolvimento destas qualidades é uma outra importante função do Espírito Santo na vida do crente.

 

RECEBENDO O ESPÍRITO SANTO

O que segue são orientações bíblicas para o recebimento do batismo do Espírito Santo.

 

ARREPENDER-SE E SER BATIZADO:

Isto o colocará numa posição de receptividade espiritual: 

“Respondeu-lhe Pedro: Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo para remissão dos vossos pecados, e recebereis o dom do Espírito Santo” (Atos 2:38).

 

CREIA:   

“Pois para vós outros é a promessa, para vossos filhos e para todos os que ainda estão longe, isto é, para quantos o Senhor, nosso Deus, chamar” (Atos 2:39).

 

 

BUSQUE: 

“…levantou-se Jesus e exclamou: Se alguém tem sede, venha a mim e beba. Quem crer em mim, como diz a Escritura, do seu interior fluirão rios de água viva. Isto ele disse com respeito ao Espírito que haviam de receber os que nele crescem; pois o Espírito até aquele momento não fora dado, porque Jesus não havia sido ainda glorificado” (João 7:37-39).

 

RECONHEÇA-O COMO UM DOM:

O Espírito Santo já foi concedido à Igreja no dia de Pentecostes.  Por ser um dom, você não pode fazer nada para merecê-lo (Gálatas 3:2,5,14).

Comece o orar e a agradecer a Deus por receber o Dom do Espírito Santo.

 

ENTREGUE-SE A DEUS:

Não tenha medo de falar a linguagem do Espírito quando estiver orando e adorando a Deus. Quando orar a Ele de forma audível talvez seus lábios venham a tremer. Renda-se ao Espírito Santo e Ele falará através de você palavras estranhas ao seu entendimento. Isto é um sinal do batismo no Espírito Santo:

 

“Pelo que por lábios gaguejantes e por língua estranha falará o SENHOR a este povo” (Isaías 28:11).

 

“Todos ficaram cheios do Espírito Santo e passaram a falar em outras línguas segundo o Espírito lhes concedia que falassem” (Atos 2:4).

 

SOLICITE AS ORAÇÕES DE OUTROS CRENTES:

O Espírito Santo pode ser concedido através da imposição de mãos (Atos 8,9,19) ou sem a imposição de mãos (Atos 2,4,10).  Estude estes capítulos que mostra como o Espírito encheu os crentes e que podem ajudá-lo a experimentar o batismo no Espírito Santo.

 

 


TESTE

 

  1. Quais são alguns dos propósitos do Espírito Santo na vida do crente?

_________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________

 

  1. Dê seis orientações para receber o batismo do Espírito Santo.

_________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________

 

  1. Escreva o Versículo-Chave de memória.

_________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________

 

  1. Qual é o sinal físico exterior do batismo do Espírito Santo?

_________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________

 

 

  1. Qual é a verdadeira evidência do batismo do Espírito Santo? Dê uma referência bíblica que confirme sua resposta.

_________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________

 

  1. Qual é o significado do termo “fruto” do Espírito Santo?

_________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________

 

  1. Liste o fruto do Espírito Santo que deve estar na vida do crente.

_________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________

 

  1. Quais são alguns dos propósitos dos dons do Espírito Santo?

_________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________

 

  1. Diga o porque desta frase ser falsa: “Nem todos os dons do Espírito Santo são para nós hoje. Alguns deles foram somente para a igreja primitiva.”

_________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________

 

  1. Quais são as quatro principais objeções que algumas pessoas têm contra o sinal de falar em outras línguas?

_________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________

 

  1. Algum destas objeções são válidas ou baseadas nas Escrituras?

_________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________

 

 


PARA ESTUDO ADICIONAL

 

Este capítulo apresentou o estudo do Espírito Santo através do tema do batismo no Espírito Santo. Prossiga seu estudo do Espírito Santo com o seguinte esboço:

 

A NATUREZA DO ESPÍRITO SANTO

 

  • Ele é chamado Deus:       Atos 5:3-4
  • Onipresente: Ele está presente em todo o lugar.              Salmos 139:7
  • Onisciente: Ele conhece todas as coisas.                         1 Coríntios 2:10-11
  • Onipotente: Ele tem todo o poder.                                 Atos 1:8
  • Eterno: Ele não tem fim.                                             Hebreus 9:14
  • Igual com o Pai e o Filho:                                      Mateus 3:16-17

 

 

A PERSONALIDADE DO ESPÍRITO SANTO

 

  • Ele tem uma mente:                                      Romanos 8:27
  • Esta mente é inteligente:                             1 Coríntios 2:10-11
  • Ele perscruta a mente humana:                           1 Coríntios 2:10
  • Ele tem uma vontade:                                      1 Coríntios 12:11
  • Ele guia e direciona:                                      Atos 16:6-7,10
  • Ele fala:                                                         Atos 8:29
  • Ele ama:                                                         Romanos 15:30
  • Ele se entristece:                                              Efésios 4:30
  • Ele intercede:                                               Romanos 8:26

 

 

UMA NATUREZA SENSÍVEL

 

O Espírito Santo tem uma natureza sensível.  Devemos ter cuidado para não:

  • Mentir ao Espírito Santo:                  Atos 5:3-4
  • Resistir ao Espírito Santo:                   Atos 7:51
  • Extinguir o Espírito Santo:                   1 Tessalonicenses 5:19
  • Provocar o Espírito Santo:                   Salmos 78:40
  • Insultar o Espírito Santo:                   Hebreus 6:4-6
  • Irritar o Espírito Santo:                            Isaías 63:10
  • Blasfemar contra o Espírito Santo:          Mateus 12:31-32

 

 

NOMES E TÍTULOS DO ESPÍRITO SANTO

Os nomes e títulos do Espírito Santo nos dão um conhecimento maior de Sua natureza e de Seu propósito. Ele é chamado:

 

  • O Espírito de Deus:                                1 Coríntios 3:16
  • O Espírito de Cristo:                            Romanos 8:9
  • O Espírito Eterno:                           Hebreus 9:14
  • O Espírito da Verdade:                            João 16:13; 14:26
  • O Espírito da Graça:                            Hebreus 10:29
  • O Espírito da Vida:                            Romanos 8:2
  • O Espírito de Glória:                            1 Pedro 4:14
  • O Espírito de Sabedoria e Revelação:          Efésios 1:17
  • O Consolador:                                     João 14:26
  • O Espírito da Promessa:                           Atos 1:4-5
  • O Espírito de Santidade:                           Romanos 1:4
  • O Espírito de Fé:                                     2 Coríntios 4:13
  • O Espírito de Adoção:                            Romanos 8:15

 

SÍMBOLOS DO ESPÍRITO SANTO

Os seguintes símbolos são usados na Bíblia para representar o Espírito Santo:

A Pomba: João 1:32
 Óleo: Lucas 4:18
Água: João 7:37-39
O Selo: Efésios 1:13
Vento: João 3:8
Rios:

Fogo: que significa:

João 7:38-9
Presença do Senhor: Êxodo 3:2
                Aprovação: Levítico 9:24
                Proteção: Êxodo 13:21
                Purificação: Isaías 6:1-8
O dom do Espírito Santo: Atos 2:3
                Julgamento: Hebreus 12:29
share

Deixe um Comentário...