FUNDAMENTOS DA FÉ CRISTÃ (LIÇÃO 2 – ARREPENDIMENTO DE OBRAS MORTAS: PARTE I)

FUNDAMENTOS DA FÉ CRISTÃ (LIÇÃO 2 - ARREPENDIMENTO DE OBRAS MORTAS: PARTE I)
Vidas Para Cristo
Vidas Para Cristo

Últimos posts por Vidas Para Cristo (exibir todos)

Arrependimento De Obras Mortas: Parte I

 

OBJETIVOS:

Ao concluir este capítulo você será capaz de:

  • Escrever o versículo-chave de memória.
  • Definir “arrependimento de obras mortas”.
  • Explicar a origem do pecado.
  • Reconhecer diferentes nomes usados para o pecado na Bíblia.

 

VERSÍCULO-CHAVE: 

Porque todos pecaram e carecem da glória de Deus” (Romanos 3.23). 

 

INTRODUÇÃO

Hebreus 6.1-3 lista os princípios da doutrina de cristo sobre os quais o crente deve edificar sua vida espiritual. Estes princípios são chamados de “fundamentos da fé cristã”. Eles formam as doutrinas básicas sobre as quais descansa a fé cristã. O primeiro destes princípios é o “arrependimento de obras mortas”.

 

ARREPENDIMENTO

O Significado básico da palavra “arrependimento” é uma mudança de mente que resulta numa mudança exterior das ações.

Algumas pessoas associam o arrependimento com emoções, como derramar lágrimas e sentir-se triste por ações e pensamentos errados. Arrependimento não é uma emoção. É uma decisão. As emoções algumas vezes acompanha o verdadeiro arrependimento. Mas é possível que uma pessoa sinta grande emoção e derrame muitas lágrimas e nunca verdadeiramente se arrependa.

Outras pessoas associam o arrependimento com o cumprimento de exigências religiosas especiais, algumas vezes chamadas de “penitências”. É possível cumprir muitas exigências religiosas e nunca se arrepender no sentido bíblico.

Verdadeiro arrependimento é uma mudança de mente que resulta numa mudança em ações externas. Esta mudança externa é o ato de converter-se do pecado para Deus e à justiça. Esta “conversão” mostra a mudança interior que ocorreu na mente.

Para resumir: Arrependimento bíblico é uma mudança interior da mente resultando numa conversão exterior do pecado para Deus e à justiça.

 

ARREPENDIMENTO INEFICAZ

Existem algumas passagens na Bíblia aonde a palavra “arrependimento” é usada de um modo diferente.

JUDAS:

Em Mateus 27.3-4, Judas Iscariotes reconheceu que Cristo tinha sido injustamente condenado à morte. Ele arrependeu-se de sua parte na traição de Cristo.

A palavra grega usada aqui em Mateus 27.3 para “arrependimento” (segundo algumas versões, pois na atualizada fala de “remorso”) não é a mesma palavra que significa mudança de mente. É uma palavra que as pessoas frequentemente confundem com verdadeiro arrependimento. Em muitos idiomas, as palavras tem mais de um significado. Isto também é verdadeiro nas linguagens na qual a Bíblia foi escrita. Há mais do que um significado para a palavra “arrependimento” na Bíblia. A palavra usada nesta passagem sobre Judas significa emoção, tristeza e angústia.

Judas experimentou tristeza pelo que ele tinha feito, mas ele não experimentou verdadeiro arrependimento bíblico. Ele não tomou uma decisão que resultou em mudança em suas ações. Ele continuou com ações erradas e ferindo a si mesmo.

ESAÚ:

Esaú foi outro homem que cometeu este trágico erro. Ele pecou por vender a primogenitura dada por Deus por um prato de sopa. A Bíblia registra:

Pois sabeis também que, posteriormente, querendo herdar a bênção, foi rejeitado, pois não achou lugar de arrependimento, embora, com lágrimas, o tivesse buscado” (Hebreus 12.17). 

   

Esaú trocou sua primogenitura por uma sopa lentilhas. Ao fazer isto, ele rejeitou todas as bênçãos e promessas de Deus que estavam associadas à primogenitura.

Depois, ele se entristeceu com o que havia feito. Ele chorou e derramou suas lágrimas. Mas, forte emoção não é prova de arrependimento. Esaú não se arrependeu verdadeiramente. Ele apenas estava triste por ter perdido a primogenitura e deseja reavê-la.  Seu “arrependimento” não foi aceitável porque há uma diferença entre remorso e verdadeiro arrependimento.

OBRAS MORTAS

Se nós queremos verdadeiramente compreender o significado de arrependimento, nós devemos compreender do quê nós devemos nos arrepender. Nós devemos compreender as “obras mortas”. “Obras mortas” são as ações de uma vida vivida à parte de Deus. Estas obras podem ser atos errados ou atos de autojustificação.

Elas são chamadas de “pecado” na Bíblia. O elemento básico que causa o pecado é o egoísmo. É o amor de si mesmo em oposição ao amor de Deus. Este amor do “eu” resulta no homem fazer as coisas “do seu próprio jeito” (Isaías 53.6).

Jesus morreu pelos pecados dos homens para que…

 

“…os que vivem não vivam mais para si mesmos, mas para aquele que por eles morreu e ressuscitou”, (2 Coríntios 5.15).

 

Quando você se arrepende destas obras mortas de egoísmo, isto significa que você reconhece a existência de um único verdadeiro Deus, confessa que você é um pecador, pede perdão pelos seus pecados e aceita o plano de Salvação de Deus através de Jesus Cristo.

 

A ORIGEM DO PECADO

O Mal existia antes do homem ser criado. O pecado se originou em Lúcifer, também conhecido como Satanás.  A Bíblia registra que Lúcifer foi um anjo especial que originalmente havia sido criado perfeito por Deus. Lúcifer pecou quando ele tentou estabelecer uma revolução contra Deus. Por causa deste pecado, Lúcifer foi expulso do Céu para a terra (Isaías 14.12-14; Ezequiel 28.14-16).

Na terra , Lúcifer (que se tornou conhecido como Satanás) continuou sua rebelião contra Deus. Quando Deus criou o primeiro homem e a primeira mulher (Adão e Eva), Satanás levou-os a pecar contra Deus. Esta rebelião é, algumas vezes, chamada de “a queda do homem”, implicando que o homem caiu da justiça para o pecado. Você pode ler sobre isto em Gênesis capítulos 2 e três.

Deus advertiu Adão e Eva que a penalidade do pecado seria morte física e espiritual. A Morte espiritual foi a perda de seu relacionamento com Deus. A Morte física foi a morte de seu corpo físico. Por causa do pecado de Adão e Eva, a morte veio sobre todos os homens (Romanos 56.12).

Por causa da queda do primeiro homem e da primeira mulher, o pecado passou à toda humanidade. Isto significa que cada um que nasce herda a natureza básica de pecado.

Assim como os traços físicos são herdados, os traços espirituais da natureza básica de pecado também são herdados. Cada pessoa tem pecado e enfrenta as penalidades da morte física e da morte espiritual.

Satanás é responsável por todo o mal no mundo. Sua rebelião contra Deus ainda continua na medida em que ele tenta o homem para pecar. Há uma constante batalha no mundo espiritual dos corações, mentes e almas dos homens.

Cada pessoa herdou a natureza básica do pecado. Cada pessoa peca individualmente quando ela é atraída por sua natureza pecaminosa para pecar contra Deus (Tiago 1.14-15).

Todos pecaram, mas Deus proveu um meio para escaparmos das penalidades do pecado. Através do arrependimento de obras mortas e aceitação de Jesus Cristo como Salvador pessoal, você pode escapar das penalidades do pecado.

 

NOMES PARA O PECADO

 A Bíblia usa diversos nomes diferentes para “pecado”:

PECADO: 

Mateus 1.28.  O significado exato da palavra “pecado” é errar o alvo ou estar em erro. É como atirar com uma arma e errar o alvo. É falhar naquilo que você deveria ser e em relação ao plano perfeito de Deus.

 

MAL:

Marcos 7.21. O mal é algo ruim, indigno, corrupto , iníquo e moralmente pecaminoso.

 

INIQÜIDADE:

Iniqüidade significa ter uma mente má intencionada para fazer o que é proibido ou ilícito. É uma disposição mental para desrespeitar a justiça, a verdade e as virtudes (Mateus 13.41-43, 49).

 

TRANSGRESSÃO:

Transgressão significa quebrar a lei. É como um homem cruzando uma cerca de uma propriedade privada quando ele deveria parar, invadindo o terreno proibido e ultrapassando os limites entre o certo e o errado (Gálatas 3.19).

 

INJUSTIÇA:

Esta palavra significa erro, iniqüidade, falsidade e engano (1 João 5.17).

 

IMPIEDADE:

Impiedade significa desonestidade, injustiça e total desrespeito para com Deus. É tratar a Deus como se Ele não existisse. Impiedade não é o mesmo que ateísmo, que não crê na existência de Deus. Impiedade é saber que há um Deus mas ignorá-lo completamente, bem como às Suas leis (Romanos 1.18).

 

INIQÜIDADE:

Iniqüidade significa estar sem lei, quer bem inexistência da lei ou pela violação da mesma (Mateus 7.23).

 

DESOBEDIÊNCIA:

Desobediência é o oposto da obediência. Ela significa ignorar a Deus e Sua lei (Romanos 5.19).

 

DELITOS:

Delito significa deixar o caminho direito e cruzar os limites do certo para o errado. É como estar numa propriedade que não pertence a você, mas sim à outra pessoa.

 

APENAS UMA INTRODUÇÃO…

Este capítulo é apenas uma introdução ao assunto do arrependimento de obras mortas. Você aprendeu a definir arrependimento, os nomes e definições para pecado e a origem do pecado.

No próximo capítulo continuaremos nossa discussão deste primeiro princípio da fé cristã – arrependimento de obras mortas.

 

 


 

 

TESTE

 

  1. Escreva o versículo-chave de memória.

_________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________

 

  1. Defina “arrependimento de obras mortas”.

_________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________

 

  1. Liste nove palavras usadas para “pecado” na Bíblia.

_________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________

 

  1. Quantas pessoas da raça humana são pecadoras? Dê uma referência bíblica para apoiar sua resposta.

_________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________

 

  1. Descreva a origem do pecado.

_________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________

 

  1. Cite duas pessoas na Bíblia cujo arrependimento foi ineficaz.

_________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________

 


 

PARA ESTUDO ADICIONAL

 

Este capítulo discutiu a origem do pecado e definiu seus nomes bíblicos. Mas, o que é pecado para Deus? Pecado é qualquer violação das leis de Deus.

 

Todo aquele que pratica o pecado também transgride a lei, porque o pecado é a transgressão da lei” (1 João 3.4).

 

As leis de Deus estão registradas na Bíblia. Em adição às Suas leis, Deus também tem listado pecados específicos que devem ser evitados.

 

PECADOS LISTADOS NAS ESCRITURAS

O Novo Testamento lista pecados específicos, identifica a fonte destes pecados e revela julgamentos especiais para eles. As referências que seguem identificam um total de 103 pecados diferentes. Alguns são repetidos em mais de uma lista. Eles são…

  • Sete coisas que vem do coração e contaminam – Mateus 15.18-20
  • Treze coisas que vem do coração e contaminam – Marcos 7.21-23
  • Vinte e três que trazem o julgamento de Deus – Romanos 1.29-32
  • Sete que os crentes não devem fazer – Romanos 13.13-14
  • Seis com os quais os crentes não devem se associar – 1 Coríntios 5.9-11
  • Dez que impedem a entrada ao reino de Deus – 1 Coríntios 6.9,10
  • Dezessete que impedem a entrada no Reino de Deus – Gálatas 5.19-21
  • Quatro que trazem julgamento e impedem a entrada no Reino de Deus – Efésios 5.5-6
  • Onze dos quais os crentes devem se afastar – 2 Coríntios 12.20-21
  • Nove nos quais os descrentes vivem e nos quais os crentes não devem viver – Efésios 4.17-19
  • Seis que não devem existir entre os crentes – Efésios 5.3,4
  • Nove que os crentes deveriam lançar fora – Efésios 4.25,28, 29,31
  • Seis dos quais os crentes devem se despir – Colossenses 3.8,9
  • Seis que os crentes devem mortificar e que trazem a ira de Deus – Colossenses 3.5-6
  • Quatorze aos quais a lei foi dada – 1 Timóteo 3.1-5
  • Dezenove dos quais os crentes devem se afastar – 2 Timóteo 3.1-5
  • Nove dos quais os crentes estão salvos – Tito 3.3-5
  • Cinco dos quais os crentes devem abandonar – 1 Pedro 2.1
  • Sete pecados da carne nos quais os crentes nem de longe devem viver – 1 Pedro 2.2-4
  • Oito que condenam ao lago de fogo – Apocalipse 21.8
  • Seis que impedem o acesso à árvore da vida e à cidade santa – Apocalipse 22.14

 

share

Deixe um Comentário...

WhatsApp Br