Explicação de 1ª Co 11:10 – (Por que Sinal de poderio, Véu, Cabelo das mulheres, por causa dos anjos?)

Explicação de 1ª Co 11:10 - (Por que Sinal de poderio, Véu, Cabelo das mulheres, por causa dos anjos?)

Por que Sinal de poderio, Véu, Cabelo das mulheres, por causa dos anjos?

Portanto, a mulher deve ter sobre a cabeça sinal de poderio, por causa dos anjos. 1 Coríntios 11:10

Ao contrário do que, pensam muitos estudiosos e também a CCB, entre outras comunidades pequenas no mundo, afirmar a importância do véu, ou algumas Igrejas Assembleia de Deus e todas as outras denominações refutam dizendo que isso é um costume da época regional – até aqui está certo – mas refutam usando esse versículo, veja:

16: Mas, se alguém quiser ser contencioso, nós não temos tal costume, nem as igrejas de Deus. 

Pasmem os teólogos – que tristeza – vão dizer que o costume é do véu. Não! Semântica pelo amor do Criador! Costume de ser contencioso, de contender, de não aceitar o ensino!

Quem está pior nesse embate tolo? Um cria um preceito pela ignorância e outro refuta com ainda mais ignorância. Estamos mal de conhecimento entre os cristãos. É mais fácil um padre da mãe católica responder corretamente.

Sobre o véu já explicamos nos cursos que estão no portal, e de tempo em tempo sai alguém do sistema CCB e temos que explicar novamente. Vamos falar sobre o prometido no estudo/programa de hoje, a relação com o poderio dos anjos:

Sobre o poderio dos anjos…

Essa carta foi escrita em 55 d.C., embora Paulo tenha cometido alguns exageros na primeira carta, “consertando-os” na segunda carta, desta vez Paulo não está eivado pelo sistema do judaísmo, ele está falando algo incompleto, que para entender são necessários conhecimentos culturais e leitura ampla de toda linguagem paulina, da forma como ele via as Escrituras e sua forma de empregar a pedagogia.

Para não deixá-los ansiosos, vou primeiramente dar uma resposta objetiva do tema e depois aprofundá-lo…

Respondendo objetivamente…

Deus quer diferença entre macho e fêmea. O homem foi escolhido por ter sido feito primeiro como o responsável do lar – ancião da família – e será mais responsabilizado no Grande Dia.

Quando uma mulher coloca um véu de pano terreno e sobre a cabeça, é porque não tem a cobertura do Salvador e nem do marido, confirmando que sua cabeça está em desonra diante de D’us e dos anjos.

Quem pratica esse dogma, obrigando o uso do véu está apresentando-as como se fossem pagãs ou imundas, ou como se estivessem ainda no sistema do judaísmo, da letra que mata (explicarei mais abaixo) SEM SALVADOR, precisando usar um véu de pano terreno inútil para poderem ter acesso ao Messias.

Afinal: o véu tem mais poder que o sangue de Cristo? A água do banho do batismo tem mais poder? A ceia de hóstias gospel ou católicas – assunto tratado também no contexto de 1ª Co 11 – tem mais poder que a morte do Salvador? Foi para isso que o Cordeiro de Deus morreu? Para que ainda precisássemos de ordenças? Como diz o próprio Paulo em Colossenses 2:18 ao 23.

Por que Jesus morreu então? Bastava continuarmos observando a lei e tentando ser salvo por ela.

Vou explicar detalhadamente agora…

“Mas quero que saibais que Cristo é a cabeça de todo o varão, e o varão a cabeça da mulher, e Deus a cabeça de Cristo.”

O homem é o ancião do lar. Entenda isso primeiro. Responsável por provisão, proteção e promoção.

4 e 5: “Todo o homem que ora ou profetiza, tendo a cabeça coberta, desonra a sua própria cabeça”.

Primeiro veja o que coloquei em destaque: o homem com cabeça coberta, significa desonrar sua própria cabeça, ou seja, está debaixo da responsabilidade da mulher.

5: “Mas toda a mulher que ora ou profetiza com a cabeça descoberta, desonra a sua própria cabeça, porque é como se estivesse rapada.”

Já para a mulher, cabeça descoberta significa: estar sem a cobertura da responsabilidade do homem ou de Cristo, não do véu perecível.

6: “Portanto (Paulo vai a conclusão), se a mulher não se cobre com véu, tosquie-se também. Mas, se para a mulher é coisa indecente tosquiar-se ou rapar-se, que ponha o véu”.

7: “O varão pois não deve cobrir a cabeça, porque é a imagem e glória de Deus, mas a mulher é a glória do varão”.

A mulher que não tem um homem responsável é como estivesse com o cabelo rapado. O véu é O Messias e a mulher é a Ekklésia.

Veja…

8: “Porque o varão não provém da mulher, mas a mulher do varão. 9: Porque também o varão não foi criado por causa da mulher, mas a mulher por causa do varão”.

Traduzindo para vocês: Porque o Salvador não provém da Ekklésia, mas a Ekklésia provém do Salvador. Porque também o Messias não foi gerado por causa da Ekklésia, mas a Ekklésia por causa de Yahshua.

Até que chegamos no famoso versículo 10…

10: “Portanto, a mulher deve ter sobre a cabeça sinal de poderio, por causa dos anjos”.

Se lermos na Bíblia Original 1ª Pe 1:12 entenderemos: “O Evangelho vos têm sido anunciado por aqueles que vos pregaram pelo Espírito Santo enviado do céu. Para eles os anjos no céu desejam estar bem atentos”.

Se fosse um véu de pano tratado no texto com interpretação natural e literal, pense, por que seria importante para os anjos que uma mulher use uma cobertura para a cabeça? Alguns inventaram que os anjos ali citados são do mal, e possuiriam portanto quem não tivesse cabelo crescido. De onde tiram essas coisas? Paulo está falando em anjos do mal ali? O que Paulo está abordando logicamente só pode ser a submissão da mulher à responsabilidade dos homens que é um exemplo para os anjos. Os santos anjos que respeitam o Criador como Responsável Eterno e Supremo Ancião esperam que nós os homens, como seguidores do Messias, sejamos e façamos o mesmo.

11: “Todavia, nem o varão é sem a mulher, nem a mulher sem o varão, no Senhor. 12: Porque, como a mulher provém do varão, assim também o varão provém da mulher, mas tudo vem de Deus”.

Homem descrente: ele não tem “O Cabeça do Corpo (interessante ressaltar que na mesma carta em 1ª Co 1 e 2 ele fala de Corpo, no 7 ele fala de casamento e no 12 do Cabeça do Corpo)” – O Messias;

Mulher descrente: também não tem, mas terá o homem como cabeça pela lei do mundo;

Mulher casada e salva com marido descrente: Cristo é A cabeça, mas pela lei de Cristo, vive debaixo da responsabilidade do marido;

Se é solteira e salva: vive debaixo da cabeça que é Cristo e do pai natural.

É isso que Paulo está tratando.

13: “Julgai entre vós mesmos: É decente que a mulher ore a Deus descoberta?”

A resposta vem no 14 e 15…

14 e 15: “Ou não vos ensina a mesma natureza que é desonra para o varão ter cabelo crescido? Mas, ter a mulher cabelo crescido lhe é honroso, porque o cabelo lhe foi dado em lugar do véu“.

O véu perdeu a razão de ser. Não se usa véu, porque o cabelo está no lugar do pano. O versículo 15 traz a conclusão do que Paulo está apresentando.

Explicando o comprimento do cabelo: O Criador sempre quis distinção entre macho e fêmea, como expliquei no Curso Dessistematizando, sem precisar me repetir. Mas veja…

Culturalmente…

“Não vos ensina a própria natureza que se o homem tiver cabelo comprido, é para ele uma desonra; mas se a mulher tiver o cabelo comprido, é para ela uma glória? Pois o cabelo lhe foi dado em lugar de véu” 1ª Coríntios 11:14-15.

Uma mulher que tenha cabelo longo se marca distintamente como uma mulher e não um homem. E naquela época, naquela região, representava uma mulher que tinha marido, e o respeitava.

Paulo está em paralelo citando a cultura coríntia, onde, quando o cabelo de uma mulher era mais longo do que o do seu marido, isso mostrava honra ao seu marido, respeitando sua responsabilidade no lar.

A cidade de Corinto tinha um templo dedicado a Afrodite, a deusa do amor, e o lugar era famoso pela prática de prostituição ritual. As mulheres que serviam no templo tinham as suas cabeças raspadas. Na cultura coríntia, então, uma cabeça raspada marcava uma mulher como uma prostituta do templo. Paulo diz à Ekklésia que uma mulher com a cabeça rapada deve se cobrir (1 Coríntios 11:6), pois uma mulher sem o seu cabelo tinha perdido a sua “glória” e não estava sob a proteção de um marido. Era o mesmo que dizer: “Eu me recuso a submeter-me à ordem do Criador”.

Esta passagem não ensina que a mulher seja inferior ao homem ou que ela deva ser submissa a todo homem. Está simplesmente ensinando que o homem é o responsável pelas reuniões no lar, onde ouvindo a mulher tomará as deciões. Ele chama para dialogar, é dele que deve partir as deciões mais difíceis.

O que vocês já sabem: hoje não temos mais prostitutas vindo do paganismo para à Ekklésia com cabelo rapado. Era uma questão cultural da época. Paulo também estava preocupado em haver diferença entre as pagãs e as salvas. Mas Paulo, como já mostrei, estava falando de algo muito mais profundo que um pedaço de pano invalidando o sacrifício de Jesus.

E agora vou provar tudo que ensinei com um dos textos que mais amo. Só ao ler esse texto você já entenderá tudo:

2 Co 3 a grande resposta: “E não somos como Moisés, que punha um véu sobre a sua face, para que os filhos de Israel não olhassem firmemente para o fim daquilo que era transitório. 14 Mas os seus sentidos foram endurecidos; porque até hoje o mesmo véu está por levantar na lição do velho testamento, o qual foi por Cristo abolido; 15 E até hoje, quando é lido Moisés, o véu está posto sobre o coração deles. 16 Mas, quando se converterem ao Senhor, então o véu se tirará. 17 Ora, o Senhor é o Espírito; e onde está o Espírito do Senhor, aí há liberdade. 18 Mas todos nós, com rosto descoberto, refletindo como um espelho a glória do Senhor, somos transformados de glória em glória na mesma imagem, como pelo Espírito do Senhor”.

Eu imitando Paulo, e Paulo imitando O Messias, prova-se aqui claramente que 1ª Co 11 não falava de coisas físicas somente, assim como a sequência do assunto sobre a Ceia também não era de comida e bebida física apenas, mas de algo muito superior que ensinei para vocês aqui.

Veja imagens dos costumes na época abaixo. Salientando que até os homens oravam com a cabeça coberta no VT por panos. Hoje usam Kipá. Vão usar também? Todas essas coisas tangíveis e físicas devem ser abolidas da Graça. É por aí que vemos quantos não entenderam a Graça e a organicidade, presos ainda nas fisicalidades da letra que mata, pois invalida o valor da Graça.

Convido-vos a experimentarem o sabor da liberdade da letra.

 

veu-ccbveu-mario-personaveu-poderio-anjos

Por: Kell adaptado por Pr. Marcos Ribeiro.
share

Deixe um Comentário...